Prefeito Haddad prevê arrecadar mais R$ 289 mi em multas

11 de Sep de 2015

Categoria Administrativo

A gestão Fernando Haddad (PT) aumentou em R$ 289 milhões a estimativa de arrecadação com multas de trânsito neste ano –que deverá atingir R$ 1,19 bilhão, 32% acima da previsão original. A prefeitura diz que a revisão é motivada pela fiscalização mais rígida para melhorar a segurança no trânsito. 

Nos últimos meses, com a justificativa de reduzir acidentes, a gestão Haddad intensificou a diminuição dos limites de velocidade nas ruas. Nas marginais Tietê e Pinheiros, também decidiu instalar mais 22 radares fixos. 

A nova expectativa de arrecadação com multas foi publicada nesta quinta (10) no "Diário Oficial", um dia após a Promotoria anunciar a abertura de um inquérito para investigar a destinação dos recursos das multas na cidade. 

O Ministério Público também mantém outra investigação para apurar se marronzinhos da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) são pressionados a multar mais. A gestão Haddad nega. 

De janeiro a agosto deste ano, a receita com multas somou R$ 584 milhões. Em 2014 inteiro, elas geraram R$ 852 milhões ao município. 

Nesta quinta, dez novos radares-pistola passaram a operar nas marginais Tietê e Pinheiros. Os equipamentos, operados por guardas civis, serão voltados para fiscalizar motos –que escapam de parte dos radares comuns. 

Por lei, a arrecadação com multas deve ser revertida para as áreas de sinalização, engenharia de tráfego e de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito. 

A prefeitura divulgou nota em que cita projetos que receberam esses recursos, mas não detalhou quanto de dinheiro cada um recebeu. 

Entre as ações citadas estão a implantação de 219 áreas exclusivas de espera para motos e bicicletas nos semáforos de São Paulo. 

KARINA MATIAS 
DO "AGORA"

Fonte: Folha de S. Paulo - 11/09/2015